Ursula Nogueira

Coluna da Ursula Nogueira

Veja todas as colunas

Ninho de sonhos 

Sejamos mais humanos diante de um mundo que nos devora.

08/02/2019 às 06:23

O ano de 2019 começou bem pesado. Mortes em Brumadinho, dores irreparáveis em muitas famílias. Quebra do contrato de realizações de mães e filhos. Desespero que não há acalento. Solidão nos corações que não tem fim. E a chuva no Rio traz mais mortes. Incêndio no Ninho do Urubu e mais perdas, mais recortes na vida, mais sonhos desfeitos. Vidas interrompidas a todo o momento e, em nossa mesquinhez, tentamos calar um choro sufocado.

Enquanto jovens atletas sonhavam ansiosos pelo primeiro Fla-Flu e em usar a camisa do Flamengo no time profissional, um simples ar condicionado de um dos alojamentos pegou fogo e acabou com tudo. Dez pessoas morreram. Dez famílias perderam o rumo. Dez vidas se foram. 

Ninho do Urubu. Ninho é lugar de segurança, começo. Ninho é casa. Uma casa que não tinha licença para o alojamento. Como todo lar, há seus erros e suas negligências, seus desmazelos... descuidos que cessam fôlegos e derrubam muitas lágrimas, interrompem objetivos. 

Neste sábado (09), a família do zagueiro Artur Vinicius não poderá comemorar o aniversário de 15 anos do atleta. Infelizmente, familiares e amigos terão que se despedir do garoto no dia no aniversário dele. Um adolescente que realizava o sonho de centenas de outros - jogar em um dos maiores times de futebol do mundo - não estará aqui para receber abraços e mensagens de aniversário. Um menino de 14 anos, com passagens pela Seleção Brasileira, que deixou o Brasil em luto, nessa sexta-feira. 

São muitas as histórias que foram ceifadas. Muitas mensagens não foram mais respondidas, como a do pai do jogador Athila Paixão. Em entrevista, Damião Paixão disse que conversava com o filho todos os dias antes de dormir. Nesta sexta-feira, a resposta do filho não chegou. O pai, emocionado, contou que no domingo se despediu de Athila no aeroporto de Aracaju e falou que se ele quisesse ficar não tinha problema, mas o filho respondeu que jogar no Flamengo era o que ele mais queria. Era um sonho. 

É difícil conter a emoção ao ler cada depoimento, cada história. É difícil não se emocionar quando pensamos em tudo que poderia ser diferente. O que precisamos fazer, ou ao menos tentar, é aprender com estas lições. Precisamos valorizar mais quem está ao nosso lado. Precisamos espalhar mais amor pelo mundo. Vamos emanar palavras boas, pensamentos positivos, sorrir mais. Afinal, quando será que algum sonho nosso será interrompido? Nunca saberemos! Vamos viver e fazer tudo o que desejamos. 

Não adianta cobrar, neste momento, a licença do alojamento, a responsabilidade do clube, as instalações precárias, a falta de sensibilidade dos dirigentes, o valor gigantesco que o clube tem, pago pela TV, e que não faz nenhum esforço pra esconder. Fazem até o contrário, arrotam valores financeiros o tempo todo. Mas não há valor de TV que pague uma vida perdida. 

O retrato ideal da vida é que os filhos enterrem os pais, mas diante de tantas transformações que a vida traz não há em que se assegurar. 

Sejamos mais respeitosos. Sejamos mais humanos diante de um mundo que nos devora.

Faça como os garotos do Ninho do Urubu: Não pare de sonhar! 

#Luto

Escreva seu comentário

Preencha seus dados

ou

    #ItatiaiaNasRedes

    RadioItatiaia

    ⚽️ 🏆 Depois do duelo entre @Atletico e @Cruzeiro, a gente bateu um papo com o narrador @maisvibrante do Brasil. Ele… https://t.co/o6H78heWj8

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽️🏆 Mais um título na voz mais vibrante do Brasil! #ItatiaiaNãoPerdeClássico

    Acessar Link

    RadioItatiaia

    ⚽ Para o zagueiro, a competição continental é “a cara do Cruzeiro”

    Acessar Link